Sobre a campanha

A Campanha Nacional de Prevenção do Suicídio pretende mudar atitudes em relação ao suicídio e à doença mental, aumentar a literacia em saúde mental e lutar contra o estigma e incentivar ao pedido de ajuda às pessoas em risco para reduzir o número de suicídios em Portugal.

O que é a Campanha Nacional de Prevenção do Suicídio?

A CNPS é uma iniciativa de âmbito nacional que visa a sensibilização e capacitação dos indivíduos da comunidade para a prevenção do suicídio.

Trata-se de uma campanha permanente cuja atividade se intensifica no Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, 10 de setembro, e durante todo o esse mês – o Mês da Prevenção do Suicídio.

A criação e dinamização de uma Rede de Parceiros é um dos eixos fundamentais da Campanha Nacional de Prevenção do Suicídio. Várias entidades de todo o país são convidadas a prevenir o suicídio junto das comunidades que servem, de acordo com as necessidades auscultadas e os recursos disponíveis em cada região.

Desafios

Alcançar a população

Desenvolvimento de uma campanha multicêntrica liderada pelo Programa Nacional para a Saúde Mental, assente na ação coordenada de entidades parceiras a nível local e regional.

Mudar atitudes em relação ao suicídio e à doença mental

Disponibilizar informação à comunidade para aumentar a literacia em saúde mental e lutar contra o estigma.

Promover mudanças na sociedade

Incentivo ao pedido de ajuda pela pessoa em risco ou por terceiros, preparar os profissionais de saúde para a deteção precoce da doença mental e avaliar a pessoa em risco.

Qual é a pertinência desta Campanha?

O Plano Nacional de Prevenção do Suicídio 2013-2017 foi elaborado por um grupo de trabalho da Direção-Geral da Saúde (DGS), liderado pelo então Diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental, Álvaro de Carvalho. Apesar de providenciar as linhas orientadoras para a prevenção do suicídio em Portugal, não foram desenvolvidas estratégias de âmbito nacional, não obstante terem sido implementadas algumas intervenções que vão ao encontro das recomendações do Plano.

O relançamento do Plano Nacional de Prevenção do Suicídio foi assumido pelo Programa Nacional para a Saúde Mental em abril de 2019, retomando-se o trabalho lançado pelo Plano original e com foco na diminuição e luta contra o estigma da doença mental, na uniformização da terminologia dos atos suicidas e também na intervenção em determinados grupos de risco, como os jovens e os idosos. Uma das prioridades é a sensibilização e capacitação dos indivíduos da comunidade para a prevenção do suicídio, nomeadamente os designados porteiros sociais (indivíduos que, como parte de sua rotina habitual, têm contacto próximo com um grande número de membros da sua comunidade, como aqueles que trabalham em serviços de atendimento ao público).

Públicos-alvo

Comunidade

Incluindo as pessoas em risco de suicídio e os "porteiros sociais".

Profissionais de Saúde

Jornalistas

campanha@prevenirsuicidio.pt