Alguém próximo de mim morreu por suicídio

Quando um ente querido morre devido a um acidente ou doença, a família e amigos geralmente juntam-se para fornecer apoio mútuo. Já após um suicídio as pessoas próximas – os sobreviventes – podem ter mais dificuldade em lidar com esta perda.

O suicídio pode ter consequências traumáticas. Normalmente é repentino, violento e inesperado. Podem surgir sentimentos de culpa e vergonha ou tendência ao isolamento nos familiares e amigos sobreviventes devido a situações não esclarecidas com a pessoa falecida, a comentários desinformados ou à insensibilidade de outras pessoas.

Muitas religiões condenam o suicídio como um pecado. Pode ser extremamente difícil para os que sobrevivem lidar com a sua mágoa, causando-lhes grande sofrimento.

Fale com outras pessoas sobre as suas emoções de forma aberta e honesta. Processar o que aconteceu e lidar com a dor pode ajudá-lo/a a aprender a viver com a perda – o suicídio de alguém próximo pode ter impacto na sua saúde física e mental. Algumas pessoas podem mesmo vir a ter sintomas de depressão ou ideias de suicídio.

Não está sozinho/a, há ajuda disponível.

Estigma e Suicídio

É importante É urgente contrariar as tendências de estigmatização e apostar na sensibilização e desenvolvimento de competências de literacia em saúde mental e apostar em campanhas de prevenção do suicídio. 

Ler mais »

Mês da Prevenção do Suicídio

Em setembro, todos temos uma palavra a dizer.

Programa Nacional para a Saúde Mental

Não há saúde sem saúde mental.